Uma novidade da arquitetura que poucos conhecem: a casa bioclimática!

O objetivo da casa bioclimática, é harmonizar a natureza com a qualidade de vida. A estratégia é ter conforto térmico, acústico e visual! A casa pode ser construída só com material reciclado. Veja que barato é esse novo conceito da "Arquitetura Bioclimática"!

Casa bioclimática é sinônimo de harmonia da construção ao clima e às características locais!

A água da chuva é captada e reutilizada e é fundamental na construção da casa bioclimática. O sistema, ainda, responsável pela separação dos resíduos orgânicos.

No interior da casa bioclimática, é mantida uma temperatura constante, independentemente do clima externo. Mas, sem precisar de energia elétrica!

Esse isolamento térmico pode ser feito, graças à utilização de paredes duplas, com aparas de isopor. Assim, o calor de dentro não sai e o de fora não entra. Por isso, ar-condicionado, aquecedor e ventilador são dispensáveis.

Outra alternativa, é adotar o efeito chaminé. O processo é simples: pega-se o ar na parte inferior e faz sair ar aquecido da parte superior do ambiente.

Luz solar vira energia elétrica!

A instalação de painéis fotovoltaicos, é outra grande economia da casa bioclimática. Como se sabe, essa energia é obtida por meio de painéis que transformam a luz solar em energia elétrica. 

Os dejetos dos vasos sanitários de uma casa bioclimática, são tratados em um vaso segregador que dispensa o uso de água. O saneamento descentralizado é, portanto, um importante instrumento para a preservação dos recursos hídricos.

A utilização de outros materiais, como o basalto, pode ser adotada, caso seja preciso fazer um muro alto. Nesse caso, são aplicados massa térmica e carvão vulcânico. O muro de pedra de basalto, suporta uma estrutura leve de madeira compensada, com paredes de aço galvanizadas e vidro.

Para evitar o superaquecimento no verão, deve-se instalar dispositivos de sombreamento:

  • Saliências: para uma janela em direção ao sul, o comprimento ideal de uma saliência é metade do comprimento entre a parte inferior da janela e a parte inferior da saliência. Quando as  saliências não são suficientes, por causa dos raios solares que chegam horizontalmente, a solução será a instalação de persianas.
  • Vegetação: árvores bem escolhidas e bem colocadas, podem ajudar a reduzir os ganhos solares no verão e o oposto no inverno. Exemplo: árvores de folha caduca ao sul e árvores verdes ao norte e ao leste. Árvores também podem reduzir a temperatura externa por 1-2° C e criar um microclima em torno de si mesmas.
  • Ventilação: em tempos de calor intenso, deve-se prestar atenção na distribuição de calor nos quartos. A ventilação mecânica controlada (CMV), desempenha um papel essencial para as casas de baixa energia. Na manutenção da energia exigida para um aquecimento baixo, recomenda-se instalar um sistema de ventilação com recuperação de calor (ventilação do duplo-fluxo). O sistema usa o calor (ou frieza) do ar de saída, para aumentar (ou reduzir) a temperatura do ar que vem de dentro. 

Cabe aos arquitetos responsáveis pelo projeto da casa bioclimática, verificar não só os dados climáticos locais, como também a topografia. Em resumo:  aproveitar, ao máximo, as características de ventilação, insolação, ruído e vegetação.

A casa bioclimática fica agradável no verão e no inverno, por causa de sua ventilação ajustável!

O uso de equipamentos tecnológicos para segurança da casa bioclimática, é importante.  Você está unindo proteção interna (para si mesmo) e proteção externa (para a natureza).

A Greenco, também curte esse lance de casa climatizada de acordo com o seu gosto! Confira as camisetas feitas com tecido orgânico, suaves em qualquer clima!