Atenção! Conheça os 10 piores ingredientes alimentícios que fazem mal à saúde!

Está certo aquele velho ditado: "somos aquilo que comemos". Quer dizer, o funcionamento do nosso corpo está diretamente ligado à qualidade da comida que ingerimos. Muita gente pensa que está se alimentando legal, mas quando vai pesquisar, descobre a verdade. Veja os 10 ingredientes mais perigosos para a sua saúde.

Quem quiser viver bem e com saúde, deve conhecer melhor os ingredientes que compõem seu alimento!

Obviamente, que um prazer de vez em quando, não vai fazer mal, mas o problema é que o prazer momentâneo pode virar vício e é este o maior perigo.

A chamada junk food está em todos os lugares, seja nas lanchonetes, restaurantes, no vendedor de rua e nos food trucks. Vale tudo para vender muito. 

 O alimento pode ser gostoso, mas o seu conteúdo, desconhecido da maioria, é que vai causar o estrago. Seria como uma pequena labareda que vai virar incêndio, se não for notada antes.

Assim, pode-se dizer, literalmente, que é vital consultar antes de se alimentar, para saber direito sobre a carga de nutrientes e substâncias do que se está consumindo.

Segundo a Nutricionista, Karen Oliveira, “Pesquisas recentes na área de Nutrigenômica (nome da área que estuda nutrientes e substâncias alimentares que modulam a expressão gênica), descobriram que o alimento não tem a capacidade de modificar o nosso DNA, mas, pode modular o seu funcionamento de maneira positiva ou negativa.”

Isto quer dizer que a melhor dica, é consultar mais fundo sobre o conteúdo, principalmente, da fast food que você vai encarar. Não custa nada ser prevenido!

Ainda segundo a nutricionista Karen,  “Essa capacidade de modulação da nossa expressão gênica, estimula a fabricação de proteínas pós-inflamatórias do processo inflamatório brando e crônico, em que há ausêcia de dor, o que pode desencaderar em Doenças Crônicas Não Transmissíveis (conhecidas como DCNT), como diabetes, hipertensão e as cardiovasculares, doenças silenciosas, comparadas com as de processo inflamatório, como a gripe, por exemplo.”.   

Cuidado com a sedução dos alimentos que vendem por causa de sua falsa aparência! 


10 ingredientes ruins para a saúde e em quais alimentos estão:


1. Adoçantes artificiais

Os “adoçantes fake”, podem alterar completamente o arranjo das bactérias intestinais do seu organismo. Essa mudança, pode resultar em obesidade, diabetes e uma série de outras doenças. No rótulo do alimento podem apresentar como adoçantes, o aspartame, sucralose, sorbitol, isomalte, sacarina, acesulfame, glycerol, hsh, lactitol, maltitol e polidextrose. 

Onde se encontram: nos sucos, refrigerantes, iogurtes, dentre outros. 

2. Acrilamida

Ingrediente altamente cancerígeno. Trata-se de um elemento químico identificado como subproduto de alimentos processados em alta temperatura. 

Onde se encontram: nos alimentos extremamente quentes, como a batatinha frita.

3. Xarope de milho com alta frutose

Esse xarope é processado com o açúcar extraído e refinado do milho. Um de seus efeitos é a chamada síndrome metabólica, que contribui para o desenvolvimento de diabetes.  

Onde se encontra: em cereais processados, condimentos, doces e sodas.

4. Corantes artificiais 

As cores, vermelho, verde e azul são, geralmente, as mais atraentes para a meninada. Se forem corantes não naturais, fuja deles. Os elementos utilizados para geração dessas cores, estão associados a problemas de rim, tireóide e até no câncer no cérebro. 

Onde se encontram: nas balas, jujubas, chocolates, sorvetes e nas bebidas aromatizadas e coloridas.

5. Óleo vegetal bromado

O consumo excessivo desse óleo, produz um efeito nocivo no sistema nervoso a pessoa. Os Estados Unidos, através de suas agências reguladoras, já proibiram o óleo. 

Onde se encontram: nas bebidas de reposição de sais minerais, ou repositores hidroeletrolíticos. 

6. BHT e BHA (Hidroxianisol Butilado e hidroxitolueno butilado) 

Trata-se de conservante utilizado para impedir a deterioração de determinadas gorduras. Se for ingerido sem qualquer controle, o processo cancerígeno pode ser acelerado ou mesmo se iniciar. 

Onde se encontram: na banha de porco, manteiga, purê de batata instantânea, conservas de carne, cerveja, produtos de panificação, misturas para sobremesas, gomas de mascar, etc.

7. Benzoato de sódio

Se esse ingrediente for misturado com ácido ascórbico ou vitamina, torna-se cancerígeno. Seus efeitos colaterais estão associados com casos de hiperatividade, especialmente em crianças. 

Onde se encontram: nas conservas de picles, molhos de saladas, sucos, refrigerantes, etc.

8. Glutamato monossódico

Esse ingrediente pode causar danos irreversíveis ao hipotálamo, gerando forte resistência do organismo à leptina. Também está relacionado a inflamação do fígado.  

Onde se encontram: nos temperos, fast food, feijões enlatados, comida chinesa, pratos congelados, e nos produtos que ficam nas prateleiras dos supermercados.

9. Bromato de potássio

O produto já foi banido no Brasil, China e Canadá. Isso não quer dizer, claro, que não esteja sendo utilizado clandestinamente. O ingrediente pode aumentar as chances da pessoa ter câncer renal ou da tireoide, dependendo da sua predisposição.  

Onde se encontram: nas pizzas e lasanhas congeladas e na maioria dos pães utilizados pelas redes de junk food.

10. Nitrato de sódio

Geralmente, utiliza-se esse ingrediente para preservar carnes. Tendo em vista seu uso sem controle, o efeito pode ser o câncer pancreático.

Onde se encontram: no bacon, presunto, mortadela, salsichas, cachorros quentes, sopas e caldos enlatados. 

Nossa saúde é, fundamentalmente, fruto de escolhas que vão apontar a qualidade de nossa alimentação!

Existe uma espécie de círculo vicioso que ronda nossa alimentação!

De um lado, está a indústria alimentícia, do outro está a indústria farmacêutica e no centro desse looping estamos nós, os consumidores. Se alimentamos mal, ficamos doentes. Se ficamos doentes, compramos remédios. Quem sai ganhando e quem sai perdendo?

O melhor conselho, é contar com o apoio profissional de uma nutricionista. Dessa forma, você terá um salto de qualidade na sua alimentação e, por tabela, na saúde! Simples assim.  

Os produtos da Greenco são, rigorosamente, inspecionados em seu conteúdo orgânico e natural. Confira e comprove!