O que é consumo consciente e como fazer parte dessa iniciativa!

Consumo consciente é consumir pensando na sua saúde física, financeira e no meio ambiente! Um consumidor sensato, sabe perfeitamente o que está comprando, pois verifica a origem, o conteúdo e a validade do produto! Curta essa iniciativa e faça parte da galera que apoia a sustentabilidade! 


Consumir de forma consciente, é ter responsabilidade para evitar impactos ambientais e sociais!

Antes de tomar qualquer decisão, o consumidor consciente deve consultar o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), que determina como a utilização de bens e serviços deve ser. O foco é proporcionar melhor qualidade de vida para todos a partir do cumprimento de regras básicas fundamentais.

Os 4 "R"s que regem o consumo consciente: 

  • Repense o seu consumo
  • Reduza a quantidade do que consumir
  • Reutilize o que consumiu
  • Recicle o que já foi consumido.”

Os produtos orgânicos podem virar matéria prima para compostagem ou transformados em adubo. 

Metais, vidros e plásticos e outros recicláveis, devem ser limpos ante de serem armazenados separadamente. Cada tipo de material tem uma forma específica de reciclagem.

Cartilha do consumidor consciente: 

  1. Planeje suas compras

  2. Não seja impulsivo nas compras. A impulsividade é inimiga do consumo consciente 

  3. Avalie os impactos de seu consumo

  4. Leve em consideração o meio ambiente e a sociedade em suas escolhas de consumo

  5. Consuma apenas o necessário

  6. Reflita sobre suas reais necessidades e procure viver com menos

  7. Reutilize produtos e embalagens

  8. Não compre outra vez o que você pode consertar, transformar e reutilizar

  9. Separe seu lixo

  10. Recicle e contribua para a economia de recursos naturais, a redução da degradação ambiental e a geração de empregos

  11. Pense bem se o que você vai comprar a crédito e esteja certo de que poderá pagar as prestações

  12. Conheça e valorize as práticas de responsabilidade social das empresas

  13. Valorize as empresas em função de sua responsabilidade para com os funcionários, a sociedade e o meio ambiente

  14. Não compre produtos piratas ou contrabandeados

  15. Envie às empresas sugestões e críticas construtivas sobre seus produtos e serviços

  16. Procure saber se o produto está condicionado em embalagens ou em sacolas retornáveis com plástico degradável

  17. Seja um militante da causa: sensibilize outros consumidores e dissemine informações, valores e práticas do consumo consciente

  18. Monte grupos de consumidores conscientes para mobilizar seus familiares, amigos e pessoas mais próximas

  19. Cobre dos políticos. Exija de partidos, candidatos e governantes propostas e ações que viabilizem e aprofundem a prática de consumo consciente

  20. Reflita sobre seus valores. Avalie constantemente os princípios que guiam suas escolhas e seus hábitos de consumo.

Como rola o consumo consciente no mundo da moda?

A consultora inglesa Kate Fletcher criou o movimento slow fashion, a fim de promover o consumo consciente na moda. Em seu livro, Moda & Sustentabilidade – Design Para Mudança, ela faz uma reflexão bacana sobre um novo modelo de concepção de criação sustentável:

O movimento da Fashion Revolution, representa a congraçamento de todos que estão envolvidos com moda sustentável, como agricultores, produtores, compradores, designers, varejistas e consumidores.

Antes da compra de qualquer roupa, pergunte-se: 

  • Será que compensa comprar aquela blusa baratinha, mesmo sabendo que a marca está envolvida em denúncias de trabalho escravo?
  • É justo levar aquela calça com uma estampa feita por um designer que não recebeu os seus direitos autorais?

As marcas que adeptas do slow fashion, têm produção de baixa escala e, geralmente, se tratam mais de ateliês de moda do que de indústrias.

Na Greenco, o consumidor consciente, não pensará duas vezes, depois de consultar os produtos orgânicos que rolam na loja. É só conferir!