Neste 27 de maio, é dia de lembrar que temos de lutar mais pela proteção da Mata Atlântica!

Conscientizar toda a população sobre a extrema necessidade de proteger a Mata Atlântica, é obrigação de todos nós! Para reforçar essa urgência, foi instituído o Dia Nacional da Mata Atlântica, um dos biomas mais antigos do Brasil e que está vivo a mais de 70 milhões de anos! Faça a sua parte, porque ainda dá tempo!

 O dia 27 de maio, é data para lembrar que todos devem “acordar” - enquanto resta tempo - para ajudar a salvar a Mata Atlântica!

A comemoração foi, propositalmente, escolhida em homenagem ao Padre Anchieta que, nesse dia, em 1560, escreveu a famosa “Carta de São Vicente”, onde ele descreveu pela primeira vez, as belezas das florestas tropicais do Brasil!

“Floresta Ombrófila”: nome científico da Mata Atlântica 

A floresta é, irregularmente, distribuída pela costa atlântica brasileira, entre o Rio Grande do Sul (município de Torres) e o Rio Grande do Norte, tendo 1,5 milhão de km².

Restam apenas 7% da floresta original que, antigamente, cobria aproximadamente 100 milhões de hectares (praticamente contínuos). A Mata Atlântica é um mundo verde imenso, cuja extensão territorial é equivalente à França e Espanha juntas!

Originalmente, o território da Mata Atlântica cobria a região que hoje pertence a 17 Estados brasileiros, em quase 3.400 municípios. Em outras palavras, atualmente, mais ou menos 70% da população brasileira moram onde um dia existiu a floresta!

Ecologistas, como alguns valentes biólogos que, às vezes, não conseguem combater a máfia que consome os bens da floresta, caem em combate, porque resolveram desafiar, sem medo, essa turba maligna que só se interessa em fazer dinheiro, sem dar a mínima às consequências para a população e para o meio ambiente! 

Dizem os pesquisadores, que, tirando os 7% remanescentes da Mata Atlântica,  o restante foi devastado por causa do processo de crescimento dos grandes centros urbanos e dos mencionados malfeitos perpetrados pelos gananciosos e pessoas que pouco se importam com a preservação da mata. 

Como se não bastasse, por volta de 60% de todos os animais em extinção no Brasil, dependem especialmente desse bioma para a sua sobrevivência e, assim, evitar o desaparecimento total de sua espécie!

Apesar das perdas, a Mata Atlântica abriga vasta biodiversidade!

No que diz respeito à flora, são mais de 15 mil espécies reunidas, em 218 famílias, samambaias e licófitas, como as plantas com flores (angiospermas)! Quanto à fauna, a Mata Atlântica preserva em torno de 370 espécies de anfíbios, 200 de répteis, 270 de mamíferos e 350 de peixes!

Por sorte, ainda existem as valorosas instituições e organizações não-governamentais que, independente do perigo que as circunda, lutam bravamente pela proteção da Mata, tendo de resistir aos ataques que recebem de todos os setores interesseiros em explorar a mata, além das restrições financeiras. Mas, não importa a pressão!

Para incentivar e motivar a conscientização pela preservação do bioma, várias iniciativas são efetivadas, visando estabelecer metas que ajudam na recuperação das áreas degradadas.

Eis algumas delas:  

  • recuperação das nascentes e da biodiversidade no Maciço Central de Vitória, realizando atividades de reflorestamento envolvendo escolas e comunidades

  • disseminação da prática da meliponicultura (criação de abelhas nativas sem ferrão, importantes polinizadoras da Mata Atlântica)

  • realização de formações em Educação Ambiental com foco em resíduos sólidos

  • realização de caminhadas ecológicas

  • exposição “Mata Atlântica de Vitória: Diversidade nas Paisagens em Múltiplos Olhares".

Como você viu, a Mata Atlântica é fundamental para a vida de espécies da fauna e flora não somente do próprio bioma e da região, mas de todo o planeta!

Por isso, temos que impedir o desflorestamento desordenado da Mata Atlântica!

Os 6 maiores benefícios que a Mata Atlântica nos lega:

  1. Regula o fluxo dos mananciais hídricos
  2. Assegura a fertilidade do solo da região
  3. Controla o equilíbrio climático
  4. Protege escarpas e encostas das serras
  5. Produz alimentos e plantas medicinais
  6. Gera renda para os nativos, graças ao ecoturismo local

No mais, proteger a Mata Atlântica, significa dar maior garantia para a estabilidade geológica não só das áreas que circundam a região, mas do meio ambiente regional e mundial! 

Participe dessa luta e ajude a evitar as grandes catástrofes que já ocorreram onde a floresta foi suprimida, com consequências econômicas e sociais extremamente graves!

A Greenco faz a chamada: junte-se a nós e vamos lutar pela preservação integral da Mata Atlântica! É agora ou nunca! Clique aqui e veja produtos genuinamente orgânicos que não afrontam a natureza!