Black Friday: faça essa liquidação valer a pena!

Saiba como tirar o máximo de proveito da Black Friday, o maior fenômeno do varejo mundial. Como são vários os macetes, é preciso saber pesquisar  com critério e filtro! Nesses tempos de fake news, a safadeza corre solta. Veja umas dicas e como tudo começou!

A Black Friday é considerada a abertura oficial das compras de Natal! 

Black Friday é o nome da grande liquidação que se tornou mundial e que marca o início da temporada de compras de Natal.

Nos Estados Unidos, onde a Black Friday foi idealizada, acontece logo depois do dia de Ação de Graças, feriado nacional celebrado anualmente na 4a. quinta-feira de novembro, entre 23 de novembro e 29 de novembro.

A ideia foi uma grande jogada de marketing encontrada pelos comerciantes americanos para fechar bem o ano e, claro, atrair mais clientes por causa dos preços bem abaixo da tabela, com descontos de até 90%! 

Origens da Black Friday

Uma das versões sobre a origem da Black Friday, relata que a expressão surgiu depois de uma grande crise financeira que atingiu o mundo todo.

Tudo começou quando os investidores, Jim Fisk e Jay Gould, famosos em Wall Street, pagaram uma boa grana por uma quantidade razoável de ouro. O investimento foi alto porque tinham convicção que o preço global iria subir.

Na sexta-feira, 24 de setembro de 1869, porém, o mercado americano de ouro despencou, falindo Fisk e Gould. Por isso, foi criado o termo "Black Friday", o dia que abalou a forte economia norte-americana. 

Outra versão da origem da Black Friday

Essa versão foi contada pelo pesquisador da North Caroline University, Bonnie Taylor-Blake.

Em novembro de 1951, dia seguinte ao Thanksgiving, sexta-feira, uma grande quantidade de funcionários não compareceu para trabalhar. Por causa da falta coletiva, Factory Management and Maintenance, emitiu uma sarcástica circular:

"A 'Síndrome do Dia Seguinte', nesta sexta-feira, pós-Thanksgiving, é preocupante! Pelo visto, seus efeitos só poderão ser superados pela peste bubônica. É o que sentimos nesta black friday de quem não veio trabalhar...".  

No Brasil, a Black Friday demorou a emplacar por causa das fraudes

Inicialmente, o cliente brasileiro desconfiou da autenticidade da Black Friday porque as fraudes ultrapassavam as liquidações genuínas. A coisa chegou a um ponto que, passaram a chamar o dia de "Black Fraude".

Já melhorou bastante nos dias atuais, mas, não custa avisar que todo cuidado é pouco. Prestar bem atenção no tipo de desconto e pesquisar bastante, são procedimentos fundamentais para uma compra bem sucedida.  

Cuidado com os aproveitadores!

A oportunidade faz o ladrão!

A galera que lucra com a fraude não para quieta, porque sabe que sempre existirão os "mais distraídos" ou inocentes na hora de um compra com descontão fora do comum. 

Uma das fraudes mais utilizadas, começa na marcação de preços!

Um dos golpes bastante utilizados pelas empresas mal intencionadas, acontece quando aumentam seus preços exatamente às vésperas da Black Friday, para depois remarcar com “a metade do dobro” do valor antes marcado.  

Pesquise o máximo e consulte referências, antes de finalizar a compra!

Cyber Monday

  • Tradicionalmente, a Black Friday foi concebida para ser uma venda feita somente na sexta-feira. Mas, as compras online mudaram esse foco. E superaram as compras físicas. Por isso, a liquidação passou a durar a semana inteira, fechando com a Cyber Monday.
  • Por causa do boom das lojas virtuais, a partir 2016, a venda de dispositivos eletrônicos na Black Friday explodiu! Essa simbiose perfeita, facilitou a vida de consumidores e comerciantes!   
  • Com o sucesso mundial da liquidação, outros setores aderiram ao descontão. Saúde, educação, turismo e outras áreas, antes inimagináveis, se juntaram para aumentar seus lucros,, além de satisfazer seus clientes. 

Na vibe da Black Friday, a Greenco tem a Black November, com promoções incríveis! É só conferir aqui para ver!